Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Menu

OS DESAFIOS DA MOBILIDADE NA GRANDE FLORIANÓPOLIS

Compreender a definição da mobilidade urbana é o primeiro passo para
avaliar e discutir os problemas e as melhorias necessárias para qualquer
deslocamento com segurança, conforto e agilidade, de uma forma mais
sustentável, possível nas cidades.

Mobilidade tem a ver com criar condições e facilidades para o trânsito de
pessoas, mercadorias e meios de locomoção, garantindo o direito de ir e vir a
qualquer momento do dia, além de auxiliar no desenvolvimento econômico e
social. Criar condições é a infraestrutura mínima disponível para que a
mobilidade possa ser executada, e facilidades pode ser convertida em agilidade
de deslocamento de um determinado ponto qualquer a outro ponto. E por fim a
sustentabilidade como o complemento para que a mobilidade não seja um vilão
da qualidade de vida nas cidades e principalmente nos grandes centros urbanos.

Desta forma podemos entender que muito se fala em mobilidade urbana,
mas o que vem acontecendo principalmente na rotina das pessoas, é a
dificuldade no transitar, sem agilidade, em muitas situações com pouca
segurança e quase nenhum conforto, desta forma questiono:
Nós temos mobilidade na grande Florianópolis? Minha resposta é “Não”!

Sim, não podemos confundir o fato do deslocamento que fazemos dia a
dia, porém sem agilidade, com pouca segurança e com o conforto severamente
prejudicado, o que diverge com o conceito da mobilidade urbana.
Grande Florianópolis é uma aglomeração urbana, de cidades com
diferentes infraestruturas disponíveis para o trânsito, porém são vizinhas, o que
percebemos ainda mais na dificuldade no direito de ir e vir quando nos
deslocamos de um município ao outro, ou no próprio município.

O que observamos são vias completamente congestionadas, com uma
concorrência desleal para os mais diversos meios de locomoção, entre os quais
um excesso de veículos de passeio, ônibus, veículos de carga, motocicletas,
bicicletas e em algumas situações até mesmo os patinetes, tudo isso na “disputa”
em muitas vezes em uma única via.
Se não bastasse, rodovias federais “cortando” os municípios, ou os
municípios cresceram sem planejamento e acabaram por engolir as rodovias?

E agora? Temos uma obra considerada a maior do país em extensão no
momento que é o contorno viário, que teoricamente vai reduzir o movimento
intenso da BR101 na grande Florianópolis, mas só isso que saiu do papel
atualmente? O que faremos para nos deslocarmos nos próximos anos com a
qualidade que desejamos?

Vamos trabalhar mais em casa para não precisar sair todos os dias? Nos
bairros teremos tudo o que precisamos sem precisar nos deslocarmos por
quilômetros até o ponto que desejamos?

Finalmente teremos transporte de
pessoas com total integração, agilidade, conforto e segurança?
Faremos a nossa parte para ajudar sempre que possível, pois podemos
contribuir neste aglomerado e queremos cidades mais inteligentes.

ARTIGOS POPULARES